Letra – Filipe Labre – Se sobrar eu vendo (Part. Marília Mendonça)

E quem me vê aqui atrás desse balcão
Não imagina como eu vim parar aqui
Me pedem doses e mais doses
E eu ainda tenho que ouvir

Histórias, tantas histórias
Como se eu tivesse o remédio
A cura e a solução
Mas que triste ilusão
Agora é sério
Se eu contar o que eu passei
Juro nem eu mesmo acreditei
Que ela faria uma maldade assim

E eu comprei o bar só pra esquecer dela
Se tá faltando pinga é por causa dela
Eu acabei com tudo, hoje eu nem vou abrir
Vai desculpando aí
Amanhã você volta, é só chegar mais cedo
Quando eu abrir a porta o freezer vai tá cheio
A gente senta, chora as mágoas e vai bebendo
E se sobrar eu vendo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here